ptenes
facebook circular logo Youtube PSI-PUC-RIO Youtube PSI-PUC-RIO

Mestrado

Disciplinas Eletivas

Clique nas disciplinas para mais informações


Ensino em psicologia

Ensino em psicologia


Código: 2301

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Capacitar o discente em aspectos básicos do ensino superior em psicologia, fomentando habilidades para planejar, organizar, desenvolver e avaliar uma disciplina.

Ementa: Caracterização do perfil profissional do professor. Discussão sobre o papel do docente. Relação docente-discente. Habilidades e competências relevantes para o ensino de psicologia. Desenvolvimento de plano de aula. Seleção e uso de referências bibliográficas. O ensino não-presencial e não-síncrono. Novas ferramentas e tecnologias de ensino. Elaboração de materiais audiovisuais. Uso de recursos didáticos. Estratégias de avaliação discente e docente.

Bibliografia Principal: 

COLL, C.; MONEREO, C. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010. 

JARVIS, M. The psychology of effective learning and teaching. Cheltenham: Nelson Thornes, 2005.

SEKKEL, M.C.; BARROS, C.C. (org.). Licenciatura em psicologia: temas atuais. São Paulo: Zagodoni, 2013. 

Bibliografia Complementar: 

AZZI, R.G.; BATISTA, S.H.S.S.; SADALLA, A.M.F.A. (org.). Formação de professores: discutindo o ensino de Psicologia. 2ª ed. Campinas: Alínea, 2016.

BORDENAVE, D.J.; PEREIRA, A.M. Estratégias de ensino-aprendizagem. Petrópolis: Vozes, 1977.

KUH, G.D. et al. Student success in college: Creating conditions that matter. Nova Jersey: John Wiley & Sons, 2011.

Psicanálise e corpo

Psicanálise e corpo

Código: 2311

Critério de avaliação: 12

Objetivos: O objetivo do curso é percorrer o tema do corpo, demarcando seu estatuto em Freud, nos pós-freudianos e na psicanálise contemporânea.

Ementa: Problematizar o estatuto do corpo na teoria psicanalítica. Investigar a presença do corpo nos sintomas contemporâneos. Problematizar as relações entre corpo e representação, corpo e afeto, corpo e sintoma.

Bibliografia Principal: 

BIRMAN, J. O corpo, o afeto e a intensidade em psicanálise. Mal-estar na atualidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

LECLAIRE, S. O corpo erógeno. São Paulo: Escuta, 1992.

WINOGRAD, M. Freud e a fábrica da alma: sobre a relação corpo-psiquismo em psicanálise. Curitiba, Appris, 2013.

Bibliografia Complementar:

BUSSAGLI, M. Le corps, anatomie et symboles. Paris: Hazan, 2006.

COSTA, J.F. O vestígio e aura: corpo e consumismo na moral do espetáculo. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

FREUD, S. Obras completas. Rio de Janeiro: Imago, 1972. 

Relações de objeto

Relações de objeto

Código: 2312

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Abordar os principais autores da psicanálise que investigaram teórica e clinicamente o tema das relações de objeto

Ementa: Priorizando a chamada escola britânica de psicanálise, o curso tem como objetivo discutir os principais conceitos de autores pós-freudianos que, na esteira de Ferenczi, se dedicaram a investigar as relações objetais nos primórdios dos processos de subjetivação. Dentre eles destacam-se Melanie Klein, Michael Balint, Donald Winnicott, Ronald Fairbairn e Wilfred Bion.

Bibliografia Principal: 

BALINT, M. Primary love and psycho-analytic technique. London: Hogarth Press, 1980.

FERENCZI, S. Transferência e introjeção. Obras completas I. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

KLEIN, M. Contribuições à psicanálise. São Paulo: Mestre Jou, 1981.

Bibliografia Complementar:

BION, W.R. Learning with experience. New York: Basic Books, 1962.

FAIRBAIRN, W.R.D. Psychoanalytic studies of the personality. London: Routledge, 1994.

GREENBERG, J.R.; MITCHELL, S.A. Relações objetais na teoria psicanalítica. Porto Alegre: Artmed, 1994.

Questões em clínica psicanalítica

Questões em clínica psicanalítica

Código: 2313

Critério de avaliação: 12

Objetivos: O objetivo do curso é examinar as especificidades da clínica psicanalítica, em suas diferentes abordagens teóricas e, ao mesmo tempo, refletir sobre a clínica na contemporaneidade, demonstrando que não existe metapsicologia sem história. As ferramentas clínicas acompanham as mudanças subjetivas das diferentes épocas, que se manifestam nos modos de sofrimento psíquico.

Ementa: Diferentes abordagens teóricas na clínica psicanalítica. Sintomas contemporâneos.

Bibliografia Principal: 

FREUD, S. A dinâmica da transferência. Obras completas, vol. 12. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

FREUD, S. O mal-estar na civilização e outros textos. Obras completas, vol. 18. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SAROLDI, N. O mal-estar na civilização: as obrigações do desejo na era da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

Bibliografia Complementar:

COSTA, J.F. O vestígio e aura: corpo e consumismo na moral do espetáculo. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

GREEN, A. Conferências brasileiras de André́ Green: metapsicologia dos limites. Rio de Janeiro: Imago, 1990.

RITTER, P. Neuroses atuais e patologias da atualidade. São Paulo: Pearson, 2014.

Cognição social

Cognição social 

Código: 2321

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Apresentar pesquisas e teorias sobre os processos cognitivos que fundamentam as maneiras como os indivíduos interpretam e interagem no mundo social. 

Ementa: Histórico dos estudos de cognição social. Evolução humana: filogênese e ontogênese. Processamento automático e deliberado. Heurísticas e vieses. Esquemas. Atitudes. Autoesquemas e autoestima. Estereótipos. Preconceito. Processos atribucionais. 

Bibliografia Principal:

CARLSTON, D.E. Oxford handbook of social cognition. Oxford: Oxford University Press, 2014.

FISKE, S.T.; TAYLOR, S.E. Social cognition: from brains to culture. 3rd ed. Nova York: Sage Publications, 2016.

HAMILTON, D. Social cognition: key readings. New York: Psychology Press, 2005.

Bibliografia Complementar: 

GAWRONSKI, B.; PAYNE, B.K. Handbook of implicit social cognition: measurement, theory, and applications. New York: Guilford Press, 2010.

NELSON, T.D. Handbook of prejudice, stereotyping, and discrimination. New York: Psychology Press, 2016.

PETTY, R. E.; FAZIO, R. H.; BRIÑOL, P. Attitudes: insights from the new implicit measures. New York: Psychology Press, 2008.

Psicologia das massas

Psicologia das massas

Código: 2322

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Introduzir o aluno ao tema da psicologia das massas e dos processos coletivos em geral e, especificamente, aqueles baseados em totalitarismos e marcados pela violência coletiva.

Ementa: Psicologia das massas e análise do eu. Totalitarismos. Fascismos. Processos coletivos versus processos individuais. Formação das massas.  

Bibliografia Principal: 

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

HENRIQUEZ, E. Da horda ao Estado: psicanálise do vínculo social. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.

KONDER, L. Introdução ao fascismo. Rio de Janeiro: Expressão Popular, 2001.

Bibliografia Complementar:

ADORNO, T. Ensaios sobre psicologia social e psicanálise. São Paulo: UNESP, 2015.

DUPUY, J-P. Introduction aux sciences sociales: logique des phénomènes collectifs. Paris: Calmann-Lévy, 1992.

ZIZEK, S.; BARICHELLO, L. O sujeito incômodo: o centro ausente da ontologia política. São Paulo: Boitempo, 2016.

Psicologia, racismo e violência

Psicologia, racismo e violência

Código: 2323

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Estudar os seguintes temas, a partir de artigos científicos, com métodos qualitativos, em Psicologia Social: direitos humanos, racismo, violência, migração/refúgio.

Ementa: Refletir sobre a violência em sua articulação com o tema dos direitos humanos. Definir e compreender o racismo, em especial no contexto brasileiro, sendo produto e produtor de subjetividade em geral e de trauma em particular. Estudar a xenofobia configurando um mundo de divisões em um contexto de globalização sem fronteiras.

Bibliografia Principal: 

KILOMBA, G. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

KRENAK, A. Ideias para adiar o fim do mundo. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 2019.

ROMERO, M.L. Cartografias de experiências urbanas: corpo, pensamento e cidade em movimento. Curitiba: Appris, 2018. 

Bibliografia Complementar:

BENTO, M.A.; CARONE, I. Psicologia social do racismo: estudos sobre branquitude e branqueamento no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2014.

CESÁIRE, A. Discurso sobre o colonialismo. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2010.

MBEMBE, A. Necropolítica. Rio de Janeiro: N-1 Edições, 2015.

Clínica dos primórdios e constituição psíquica

Clínica dos primórdios e constituição psíquica

Código: 2331

Critério de avaliação:

Objetivos: Analisar a relação entre os processos de simbolização primários e a clínica dos primórdios, ressaltando a importância da intersubjetividade na constituição psíquica. Estudar as problemáticas relacionadas aos primórdios da subjetivação. Discutir as contribuições das pesquisas sobre a primeira infância para a clínica psicanalítica com crianças e adultos.

Ementa: Intersubjetividade e constituição do psiquismo. Função dos objetos primordiais nos processos de simbolização primários. Relação entre materno e maternidade. Infância e infantil na clínica psicanalítica. Sensorialidade, ritmo e temporalidade nos primórdios da subjetivação. Clínica dos primórdios e sofrimentos narcísicos.

Bibliografia Principal:

ARAGÃO, R. O; ZORNIG, S. Continuidade e descontinuidade no processo de subjetivação do bebê. São Paulo: Escuta, 2018.

CICCONE, A. La psychanalyse à l’epreuve du bébé. Paris: Dunod, 2014.

LEBOVICI, S. O bebê, a mãe e o psicanalista. Porto Alegre: Artmed, 1986.

Bibliografia Complementar:

GREEN, A. Sobre a loucura pessoal. Rio de Janeiro: Imago, 1988.

ROUSSILLON, R; Golse, B. (org.). La naissance de l’objet. Paris: PUF, 2010.

ZORNIG, S. A infância e o infantil em psicanálise. São Paulo: Escuta, 2008.

Conjugalidades contemporâneas

Conjugalidades contemporâneas

Código: 2332

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Apresentar os conceitos de conjugalidade e de identidade conjugal. Estudar arranjos conjugais contemporâneos, dissolução da conjugalidade e recasamento. Discutir temas atuais e suas implicações na transformação das conjugalidades.

Ementa: Construção da identidade conjugal. Conjugalidade e ciclo vital. Arranjos conjugais contemporâneos. Dissolução da conjugalidade. Recasamento. Temáticas contemporâneas: sexualidades, relações amorosas virtuais, infidelidade, violência conjugal, litígios.

Bibliografia Principal:

DEL PRIORE, M. Histórias íntimas: sexualidade e erotismo na história do Brasil. São Paulo: Planeta, 2011.

FÉRES-CARNEIRO, T. (org.). Casal e família: teoria, pesquisa e clínica. Rio de Janeiro: PUC-Rio/Prospectiva, 2017.

WILLI, J. Growing together staying together: preserving marriage and family in the face of personal change. Los Angeles: Tarcher, 1992.

Bibliografia Complementar:

CLULOW, C. Adult attachment and couple psychotherapy. London: Routledge, 2001.

GIDDENS, A. A transformação da intimidade: sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo: Unesp, 1993.

TISSERON, S. Virtuel, mon amour: penser, aimer, souffrir à l’ère des nouvelles technolo-gies. Paris: Albin Michel, 2008.

Processos de subjetivação e vínculos familiares

Processos de subjetivação e vínculos familiares

Código: 2333

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Abordar a constituição da subjetividade, a partir de perspectivas teóricas que articulam as dimensões intra e interpsíquica. Apresentar compreensões clínicas sobre vínculos significativos para o desenvolvimento emocional, enfocando os aspectos integradores e dessubjetivantes. Discutir problemáticas contemporâneas das relações geracionais e o impacto das diversas situações de vulnerabilidade na vida familiar.

Ementa: Processos de subjetivação. Realidade psíquica do sujeito e realidade grupal. Concepções de família e modelos de vínculos. Interações geracionais. Parentalidade e filiação. Transmissão psíquica familiar e trauma. Escuta e intervenções clínicas em contextos de vulnerabilidade relacional.

Bibliografia Principal:

ARAGÃO, R.O.; ZORNIG, S.A-J. Continuidade e descontinuidade no processo de subjetivação do bebê. São Paulo: Escuta, 2018. 

CORREA, O.R. (2001). Os avatares da transmissão psíquica geracional. São Paulo: Escuta.

KÄES, R. Um singular plural: a psicanálise à prova do grupo. São Paulo: Loyola, 2011.

Bibliografia Complementar:

EIGUER, A. O parentesco fantasmático: transferência e contratransferência em terapia familial psicanalítica. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1995. 

GOMES, I.; ASSUMPÇÃO, F.; LEVISKY, R.B. (org.). Diálogos psicanalíticos sobre família e casal. São Paulo: Zagodoni Editora, 2012. 

TEODORO, M.; BAPTISTA, M.N. (org.). Psicologia de família: teoria, avaliação e intervenção. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2020.

Current trends in neuroscience

Current trends in neuroscience

Código: 2341

Critério de avaliação: 12

Objetivos: To familiarize students with current trends in neuroscience, including research on novel topics and use of cutting-edge methodology

Ementa: Paradigmatic shifts in neuroscience. Emerging fields of research. New methodological approaches in neuroimaging, computer science and physiology. Future applications of neuroscience.

Bibliografia Principal: 

FELDMAN-BARRETT, L. Handbook of emotions. Nova York: Guilford Press, 2018.

FISKE, S.T.; TAYLOR, S.E. Social cognition: from brains to culture. Nova York: Sage Publications, 2016.

OCHSNER, K.; KOSSLYN, S.M. The oxford handbook of cognitive neuroscience. Oxford: Oxford University Press, 2017. 

Bibliografia Complementar:

BANICH, M.T.; COMPTON, R.J. Cognitive neuroscience. Cambridge: Cambridge University Press, 2018.

KANDEL, E. et al. Principles of neural science. 5ª ed. Nova York: McGraw-Hill Education, 2012.

EAGLEMAN, D. The brain: the story of you. Nova York: Vintage Books, 2017.

Principles of cognitive neuroscience

Principles of cognitive neuroscience

Código: 2342

Critério de avaliação: 12

Objetivos: This course aims to provide students with a foundation in the field that studies the intricate links between the mind, the brain, and behavior.

Ementa: Understand basic concepts of cognitive neuroscience including dominant theories of the neural underpinnings of a variety of cognitive processes and the research that has led to those theories.

Bibliografia Principal: 

BANICH, M.T.; COMPTON, R.J. Cognitive neuroscience. Cambridge: Cambridge University Press, 2018.

KANDEL, E. et al. Principles of neural science. 5ª ed. Nova York: McGraw-Hill Education, 2012.

PURVES, D. et al. Principles of cognitive neuroscience. 2ª ed. Sunderland: Sinauer Associates Inc Publishers, 2012.

Bibliografia Complementar:

EAGLEMAN, D. The brain: the story of you. Nova York: Vintage Books, 2017.

PINKER, S. Enlightenment now: the case for reason, science, humanism, and progress. Londres: Penguin Books, 2018.

RUGG, M.D. Cognitive neuroscience. Hove: Psychology Press, 2013.

Parentalidade e desenvolvimento humano

Parentalidade e desenvolvimento humano

Código: 2351

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Estimular a discussão referente a parentalidade, a partir de diferentes perspectivas teóricas, discutindo sua importância no desenvolvimento humano.

Ementa: Discutir a parentalidade no desenvolvimento humano em modelos culturais ou trajetórias de desenvolvimento diversas. Apresentar evidências empíricas de estudos contemporâneos nessa área, dentro de um modelo que busque articular os aspectos naturais e culturais desse processo.

Bibliografia Principal: 

KELLER, H.; POORTINGA, Y.H.; SCHÖLMERICH, A. (org.). Between culture and biology: perspectives on ontogenetic development. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

PESSÔA, L.F; MENDES, D.M.L.F; SEIDL-DE-MOURA, M.L. Parentalidade: diferentes perspectivas, evidências e experiências. Curitiba: APPRIS, 2018.

RUBIN, K.H.; CHUNG, O.B. (org.). Parenting beliefs, behaviors, and parent-child relations: a cross-cultural perspective. New York: Psychology Press, 2006. 

Bibliografia Complementar:

HARKNESS, S.; SUPER, C.M. (org.). Parents’ cultural belief systems: their origins, expressions and consequences. New York: The Guilford Press, 1996.

SEIDL-DE-MOURA (org.). O bebê do século XXI e a psicologia em desenvolvimento. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

SIGEL, I.; MCGILLICUDDY-DELISI, A.; GOODNOW, J. Parental belief systems: the psychological consequences for children. 2ª ed. New York: Psychology Press, 2016.

Temas em psicanálise 1

Temas em psicanálise 1

Código: 2314

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões contemporâneas sobre psicanálise, clínica e cultura.

Ementa: Questões contemporâneas sobre psicanálise, clínica e cultura (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Temas em psicanálise 2

Temas em psicanálise 2

Código: 2315

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões contemporâneas sobre psicanálise, clínica e cultura.

Ementa: Questões contemporâneas sobre psicanálise, clínica e cultura (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Temas em psicologia social 1

Temas em psicologia social 1

Código: 2324

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões atuais sobre psicologia social.

Ementa: Temas atuais sobre psicologia social (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Temas em psicologia social 2

Temas em psicologia social 2

Código: 2325

Critério de avaliação:

Objetivos: Discutir questões atuais sobre psicologia social.

Ementa: Temas atuais sobre psicologia social (temas variáveis).

Bibliografia: Variável

Temas em família, casal e criança 1

Temas em família, casal e criança 1

Código: 2334

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões contemporâneas sobre família, casal e criança.

Ementa: Questões contemporâneas sobre família, casal e criança (temas variáveis)

Bibliografia: Variável.

Temas em família, casal e criança 2

Temas em família, casal e criança 2

Código: 2335

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões contemporâneas sobre família, casal e criança.

Ementa: Questões contemporâneas sobre família, casal e criança (temas variáveis)

Bibliografia: Variável.

Temas em clínica e neurociências 1

Temas em clínica e neurociências 1

Código: 2343

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões atuais sobre clínica e neurociências.

Ementa: Temas atuais sobre clínica e neurociências (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Temas em clínica e neurociências 2

Temas em clínica e neurociências 2

Código: 2344

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões atuais sobre clínica e neurociências.

Ementa: Temas atuais sobre clínica e neurociências (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Temas em saúde e desenvolvimento 1

Temas em saúde e desenvolvimento 1

Código: 2352

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir questões atuais sobre saúde e desenvolvimento humano.

Ementa: Temas atuais sobre saúde e desenvolvimento humano (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Temas em saúde e desenvolvimento 2

Temas em saúde e desenvolvimento 2

Código: 2353

Critério de avaliação:

Objetivos: Discutir questões atuais sobre saúde e desenvolvimento humano.

Ementa: Temas atuais sobre saúde e desenvolvimento humano (temas variáveis).

Bibliografia: Variável.

Neuropsicologia clínica

Neuropsicologia clínica

Código: 2345

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Desenvolver a capacidade de avaliar funções neuropsicológicas e planejar intervenções neurocognitivo-comportamentais para pacientes com alterações neurológicas e neuropsiquiátricas.

Ementa: A história da neuropsicologia. As funções neuropsicológicas e sua relação com a organização do Sistema Nervoso Central. Metodologias de avaliação neuropsicológica. Técnicas de reabilitação neuropsicológica.  

Bibliografia Principal:

DOS SANTOS, F.H.; ANDRADE, V.M.; BUENO, O.F.A. Neuropsicologia hoje. Porto Alegre: Artmed, 2015.

MIOTTO, E.C.; LUCIA, M.C.S., SCAFF, M. Neuropsicologia clínica. Rio de Janeiro: Roca, 2017.

WINSON, R.; WILSON, B.; BATEMAN, A. The brain injury rehabilitation workbook. Londres: Guilford Press, 2017.

Bibliografia Complementar:

KANDEL, E.R.; SCHWARTZ, J.H.; JESSELL, T.M. Princípios da neurociência. São Paulo: Manole, 2003.

LENT, R. Cem bilhões de neurônios. Porto Alegre: Artmed, 2002.

SACKS, O. O homem que confundiu a sua mulher com um chapéu. Rio de Janeiro: Cia das Letras, 2013.

Avaliação e reabilitação neuropsicológica ao longo do ciclo vital

Avaliação e reabilitação neuropsicológica ao longo do ciclo vital

Código: 2354

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Apresentar os princípios da neuropsicologia clínica que fundamentam a avaliação e reabilitação neuropsicológica ao longo do ciclo vital. Introduzir os principais testes para avaliação de crianças, adolescentes, adultos e idosos. Apresentar as principais técnicas de reabilitação cognitiva para crianças, adolescentes, adultos e idosos. Apresentar e discussão de casos clássicos da neuropsicologia clínica percorrendo diferentes etapas do desenvolvimento cognitivo diferenciando dos transtornos psiquiátricos e doenças neurológicas.

Ementa: Princípios da avaliação e reabilitação neuropsicológica ao longo do ciclo vital (criança, adolescente, adulto e idoso). Testes neuropsicológicos para diferenciar desenvolvimento típico de transtornos do neurodesenvolvimento e doenças neurológicas. Estratégias de estimulação e compensação para reabilitação neuropsicológica de crianças, pacientes neurológicos e idosos.

Bibliografia Principal: 

DE SALLES, J.; MALLOY-DINIZ, L.F; HAASE, V.G. Neuropsicologia do desenvolvimento: infância e adolescência. Porto Alegre: Artmed, 2016.

DOS SANTOS, F; ANDRADE, V. M.; BUENO, O. F. A. Neuropsicologia hoje. Porto Alegre: Artmed, 2015.

WINSON, R.; WILSON, B.A.; BATEMAN, A. The brain injury rehabilitation workbook. London: Guilford Press, 2017.

Bibliografia Complementar:

MATLIN, M.W. Psicologia cognitiva. Rio de Janeiro: LTC, 2004.

MESULAN, M.M. Principles of behavioral and cognitive neurology. Oxford: Oxford Press, 2000.

STENBERG, R.J. Psicologia cognitiva. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Avaliação psicológica na infância

Avaliação psicológica na infância

Código: 2355

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir os fundamentos e prática da avaliação psicológica de crianças. Em especial, pretende-se discutir o caráter sistêmico e dinâmico da avaliação psicológica enquanto um processo complexo de coleta de dados que requer o uso de diferentes estratégias, técnicas e instrumentos de investigação.

Ementa: Características cognitivas, comportamentais e socioemocionais do desenvolvimento infantil. A importância do contexto social, familiar e escolar para o desenvolvimento da criança. Legislação e diretrizes técnicas para a realização da avaliação psicológica. O processo da avaliação psicológica de crianças. Principais ferramentas e estratégias de coleta de dados com e sobre crianças. Contribuições da teoria biopsicossocial para integração e interpretação dos dados. Ética na avaliação psicológica de crianças e suas famílias. Devolução dos resultados e aconselhamento parental.

Bibliografia Principal: 

HUTZ et al. (org.). Psicodiagnóstico. Porto Alegre: Artmed, 2016.

LINS, M.R.C.; BORSA, J.C. (org.). Avaliação psicológica: aspectos teóricos e práticos. Petrópolis: Vozes, 2017.

LINS, M.R.C.; MUNIZ, M.; CARDOSO, L. (org.). Avaliação psicológica infantil. São Paulo: Hogrefe, 2018.

Bibliografia Complementar:

BORSA, J.C. (org.). Avaliação psicológica aplicada a contextos de vulnerabilidade psicossocial. São Paulo: Vetor, 2019. 

HUTZ, C.S.; BANDEIRA, D.R.; TRENTINI, C.M. (org.). Avaliação psicológica da inteligência e da personalidade. Porto Alegre: Artmed, 2018.

WESCHLER, S.M.; NAKANO, T.C. O desenho infantil: forma de expressão cognitiva, criativa e emocional. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2012.

Pesquisa em psicopatologia descritiva

Pesquisa em psicopatologia descritiva

Código: 2356

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Capacitar o uso e interpretação de instrumentos de avaliação na pesquisa em psicopatologia. Proporcionar aptidão para optar pelos melhores instrumentos considerando custo-benefício e treinar o uso das principais ferramentas de avaliação.

Ementa: A pesquisa em psicopatologia. Os transtornos mentais como variáveis dependentes, independentes e intervenientes e a sua importância. Principais instrumentos e métodos da pesquisa em psicopatologia. Treinamento de instrumentos específicos.

Bibliografia Principal: 

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION et al. DSM-5: Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. Porto Alegre: Artmed, 2014.

CICCHETTI, D. (org.). Developmental psychopathology, theory and method. Hoboken: John Wiley & Sons, 2016.

QUEVEDO, J.; IZQUIERDO, I. Neurobiologia dos transtornos psiquiátricos. Porto Alegre: Artmed.

Bibliografia Complementar:

KAPCZINSKI, F.; IZQUIERDO, I.; QUEVEDO, J. Bases biológicas dos transtornos psiquiátricos: uma abordagem translacional. Porto Alegre: Artmed, 2009.

MADDUX, J.E.; WINSTEAD, B.A. (org.). Psychopathology: foundations for a contemporary understanding. Abingdon: Routledge, 2015.

SADOCK, B.J.; SADOCK, V.A.; RUIZ, P. Compêndio de psiquiatria: ciência do comportamento e psiquiatria clínica. Porto Alegre: Artmed, 2016.

Técnicas avançadas em pesquisas quantitativas

Técnicas avançadas em pesquisas quantitativas

Código: 2326

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Discutir a relevância e a aplicabilidade dos métodos de análise de dados quantitativos multivariados. Apresentar técnicas e estratégias de análise de dados quantitativos multivariados. 

Ementa: Análise multivariada de dados. Regressão múltipla e hierárquica. Moderação. Mediação. MANOVA. MANCOVA. Análise fatorial exploratória. Análise fatorial confirmatória. Modelagem de equações estruturais. 

Bibliografia Principal: 

BYRNE, B.M. Structural equation modeling with Mplus: basic concepts, applications, and programming. New York: Routledge, 2013.

HAIR, J.E. et al. Multivariate data analysis. 8th ed. Boston: Cengage, 2018.

HAYES, A.F. Introduction to mediation, moderation, and conditional process analysis. New York: The Guilford Press, 2013.

Bibliografia Complementar:

COZBY, P.C. Métodos de pesquisa em ciências do comportamento. São Paulo: Atlas, 2003.

CRESWELL, J.W. Research design: qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. Thousand Oaks: Sage, 2009.

FIELD, A. Descobrindo a estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Tecnologias de ensino para práticas de laboratório em psicologia experimental

Tecnologias de ensino para práticas de laboratório em psicologia experimental

Código: 2346

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Capacitar o futuro professor para utilização de ferramentas tecnológicas para o ensino de práticas de laboratórios em psicologia. 

Ementa: A aprendizagem experiencial. Ferramentas tecnológicas para aulas experienciais. Demonstração de atividades simuladas para aulas práticas de laboratório sobre atenção, sensação, percepção, memória, consciência, orientação, linguagem, tempo de reação, atitudes, psicometria. Preparação do laboratório para as aulas práticas. Avaliação da aprendizagem experiencial.

Bibliografia Principal: 

Beard, C.M.; Wilson, J.P. Experiential learning: a best practice handbook for educators and trainers. 2nd ed. London: Kogan Page, 2006.

SOUZA, F.M.S, F.; MARTINS, L.A. Elementos de psicologia experimental. Goiânia: Novas Edições Acadêmicas, 2015. 

WURDINGER, S.D.; MARLOW, L. Using experiential learning in the classroom: practical ideas for all educators. Lanham: Scarecrow Education, 2005.

Bibliografia Complementar:

LANG, J. M. Distracted: why students can't focus and what you can do about it. New York: Basic Books, 2020.

LOPES, C. Tecnologia educacional: descubra suas possibilidades na sala de aula. Petrópolis: Vozes, 2004. 

SANCHO, J.M., (org.). Para uma tecnologia educacional. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Estágio em docência na graduação II

Estágio em docência na graduação II

Código: 2362

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Desenvolver habilidade de planejar e ministrar aulas.

Ementa: Atividade de ensino em disciplina do curso de graduação, com aprovação do professor orientador e sob orientação e supervisão do professor da disciplina. Esta atividade não deverá ultrapassar um terço da carga horária da respectiva disciplina.

Sem bibliografia

Estágio em docência na graduação III

Estágio em docência na graduação III

Código: 2363

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Desenvolver habilidade de planejar e ministrar aulas.

Ementa: Atividade de ensino em disciplina do curso de graduação, com aprovação do professor orientador e sob orientação e supervisão do professor da disciplina. Esta atividade não deverá ultrapassar um terço da carga horária da respectiva disciplina.

Sem bibliografia

Estágio em docência na graduação IV

Estágio em docência na graduação IV

Código: 2364

Critério de avaliação: 12

Objetivos: Desenvolver habilidade de planejar e ministrar aulas.

Ementa: Atividade de ensino em disciplina do curso de graduação, com aprovação do professor orientador e sob orientação e supervisão do professor da disciplina. Esta atividade não deverá ultrapassar um terço da carga horária da respectiva disciplina.

Sem bibliografia.

 

Créditos Mestrado

Total de créditos a cumprir:
24 créditos (08 disciplinas de três créditos)

Créditos em obrigatórias:
06 créditos (02 disciplinas de três créditos)

Créditos em optativas:
03 créditos do grupo Métodos (01 disciplina de três créditos) + 03 créditos do grupo Abordagens teóricas (01 disciplina de três créditos)

Créditos em eletivas:
12 créditos (04 disciplinas de três créditos)

Programa de Pós-Graduação em Psicologia da PUC-Rio

logo pucRua Marquês de São Vicente 225
Edifício Cardeal Leme, 2º Andar - Sala 201
Gávea, Rio de Janeiro, RJ
CEP: 22451-900

Telefone: 55 21 3527-1185
Fax: 55 21 3527-1187

 

Mapa do Campus

mapa img

Busca